07/08/2015

OPINIÃO | 'SE EU FICAR' DE GAYLE FORMAN

Já queria ler este livro à bastante tempo e por isso aproveitei o Dia H da Editorial Presença para o adquirir. Assim que tive oportunidade iniciei a minha leitura que foi logo desde o inicio bastante complicada.

Editor: Editorial Presença
Edição ou reimpressão: Agosto de 2017
ISBN: 978-972-23-4318-3
Goodreads: ★★★★★
COMPRA AQUI

SINOPSE
Naquela manhã de Fevereiro, quando Mia, uma jovem de 17 anos, acorda, as suas preocupações giram à volta de decisões normais para uma rapariga da sua idade: permanecer junto da família, do namorado e dos amigos ou deixar tudo e ir para Nova Iorque para se dedicar à sua verdadeira paixão, a música. É então que ela e a família resolvem ir dar um passeio de carro e, numa questão de segundos, um grave acidente rouba-lhe todas as escolhas.  

OPINIÃO
Já queria ler este livro à bastante tempo e por isso aproveitei o Dia H da Editorial Presença para o adquirir. Assim que tive oportunidade iniciei a minha leitura que foi logo desde o inicio bastante complicada.

Visto que era um dos livros que estava mais ansiosa por ler iniciei a leitura do mesmo com muito entusiasmo que infelizmente durou pouco tempo. Desde as primeiras páginas que a escrita da autora não me seduziu e achei o livro um pouco lento e cansativo, perante isto a vontade de pegar no livro foi desaparecendo. Para tentar ganhar outra vez a vontade para o ler fui ver o filme (algo que nunca costumo fazer) na esperança que o mesmo me desse aquela curiosidade de perceber como tudo se desenrola no livro.

Consegui terminar o livro apesar de várias vezes ter pensado em desistir dele (coisa que não gosto de fazer). Resumindo:

O livro tem uma boa história e boas personagens, no entanto, acho que a maneira de como toda ela é descrita é aborrecida. Não gostei da escrita da autora e da maneira como ela decidiu escrever toda aquela parte da história que se desenrola no hospital. Parece que quando tudo o que estava a acontecer estava a ganhar uma certa fluidez na escrita a autora cortava a mesma com um flashback. Considero os flashbacks que acontecem durante o livro extremamente importantes para um melhor entendimento de toda a história, ainda assim, acho que por vezes não eram colocados no lugar certo.
Também não gostei muito da relação da Mia com o Adam, pareceu-me uma relação distante, não muito coerente e um pouco "acriançada".

Acho que o final foi demasiado repentino visto que a parte final do livro é praticamente dedicada à escolha que ela irá fazer, ou seja, de viver ou não,  e falo por mim, apesar de já saber qual seria a escolha dela esperava por algum tipo de justificação. Com isto, achei o final um pouco bruto pois tratava-se de um tema importante que foi quase tratado como algo normal. No entanto, compreendo que a autora escolheu acabar assim o livro pois iria haver a continuação do mesmo.

Ainda assim, acho que o livro toca em assuntos importantes como as diferenças que podem existir numa família, a importância da arte (neste caso, a música), o confronto com a morte, a oportunidade de escolha, o ficar ou não, se ficar o que acontecerá e etc.

Atribui-lhe 3 estrelas no Goodreads.

Apesar de não ter sido uma boa leitura para mim, recomendo o livro pois gosto sempre de ler opiniões sobre o mesmo. Já "roubei" ao meu namorado a continuação deste livro porque apesar de tudo pretendo dar uma nova oportunidade à história e quero acreditar que a autora neste segundo livro evoluiu.

E vocês já leram o "Se Eu Ficar"? O que acharam?

Sem comentários:

Enviar um comentário